A riqueza sonora de Frank Ocean em Blond

tumblr_oc8hp1d6ay1rnczqgo1_1280

Titulo longo não é? Mas não é nada comparado a beleza que este álbum transmite, ele não é pretensioso, presunçoso e muito menos cheio de “parafernálias”, é uma produção mais clean, sem barulhos, algo que nesta década estava em peso, em músicas mainstream.

Mas afinal, quem é Frank Ocean? Se você nunca ouviu falar no artista, este post mostrará melhor quem é Frank, ele realmente não é uma celebridade que vive em holofotes, escandaloso, ele é um homem mais reservado, que raramente dá entrevistas. Ocean está no cenário musical há muito tempo, segundo biografias na internet, ele era escritor fantasma para cantores como Beyoncé e Drake, tanto que já fez colaborações para Bey e para o marido dela em “Superpower” e “Church in the Wild”, respectivamente.

Seu primeiro mixtape como artista principal é o aclamado “Nostalgia, Ultra”, com “Novacane” sendo single principal, a partir disso, já era notável que Ocean tem uma capacidade incrível mesmo em um trabalho de estreia.

Não tinha como não se apaixonar pela sua voz, logo ele já era o queridinho da crítica e de bons ouvintes, o inevitável sucesso permitiu que ele lançasse um álbum, o também ovacionado e ganhador do Grammy, “Channel Orange” no ano de 2012,  que tem as ótimas faixas, “Thinkin Bout You”, “Bad Religion”, “Pyramids” e “Super Rich Kids”.

Quatro anos se passaram, 2013, 2014, 2015 e 2016, nenhum sinal de nova musica de Frank, cadê novo álbum? Seus fãs perguntavam desesperadamente, tanto que gerou memes em uma página engraçadíssima chamada “Eu nunca fui iludida por um homem como fui iludida pelo Frank Ocean”, quase metade de 2016 e nada, nada nada…

bb0c51f74dbb9fd0616adbb540d7b318

Eis que em 19 de agosto de 2016, é anunciado o uma espécie de álbum visual, o “Endless”, com a duração de 45 minutos, vale a pena conferir!

No dia seguinte é anunciado um segundo álbum, todos ficaram eufóricos, dois discos de uma vez? Endless foi lançado para o músico se libertar das garras da gravadora, e lançar seu selo independente, enfim é mostrado ao mundo uns dos melhores álbuns do ano, Blonde.

fb_img_1479861548548

Quanta demora para chegar até essa parte do post! Chegou… Ainda bem.. Já que você o conheceu melhor, let’s go!

Blonde, tem como primeira faixa “Nikes”, ela é sintetizada, com uma voz modificada, pode ser estranha para quem não conhece muito bem esse estilo, mas ela foi a melhor escolha como single e pontapé inicial do cd (ainda existe esse termo?).

Seguindo, vem “Ivy”, que inicia com a linda frase “I thought that i was dreamin when you said you love me/ i started from nothing..”, ela é linda e energética em seu final, tem grandes chances de virar um possível single, mas o single dos sonhos é Pink + White, que faixa maravilhosa, vibrante e que fala sobre o mundo, guerras, além disso os vocais são cantados pela Beyoncé, apenas vocais mesmo, porque ela não foi creditada, quem pode, pode…

tumblr_oc7v79w1fl1r83d7lo5_500

A obra possui bastante prelúdios, musicas pequenas, trechos como “Be Yourself”, um recado dado pela mãe dele, o avisando para ser ele mesmo, não usar drogas, álcool, por causa de amigos, para ele ser decidido, não tentar ser outra pessoa,  logo depois vem a música “Solo”, mostrando que ele não seguiu o conselho; “Solo reprise” conta com a participação Andre 3000.

Outras “curtas” também é ótima, “Facebook Story”, de um rapaz não entendendo a obrigação de aceitar as pessoas no facebook, já que o contato de verdade é ainda mais importante, aquela história de “Sou seu amigo na vida real, facebook é apenas uma coisa virtual”.

Também existem as excelentes, “Nights” (parecem duas em uma só),  “Skyline To”, “Pretty Sweet” e “Close To You” que lembra muito inspirado no melhor jeito Kanye West possível!

É impossível esquecer de “White Ferrari”, calma, linda, que é um combo de violão + voz poderosa de F.O, provando que não é preciso ter aquela batida escandalosa para causar impacto, assim como o jornalista do Papel Pop disse em seu podcast, ouvir Blonde é a mesma coisa que dirigir uma Ferrari, isso faz todos refletirem em quantos discos deram essa sensação nestes últimos anos?

Poucos.

Quantos deram aquela vontade de abraçar quem criou algo tão lindo, rico e sensível?

Poucos.

giphy

Blonde é um album pop, que foge do estilo comercial, focando em ser mais intimista, como o compositor sempre usou em suas músicas, porém não tornando algo idêntico a lançamentos anteriores, ele cumpre o que promete e recompensa todos seus admiradores que esperaram quatro anos, com sua qualidade musical e elegância.

Blonde: Frank Ocean

Ano : 2016

Gênero: Pop/ R&B/ Urban

N° de Faixas: 17

 

 

Luly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *