Taylor Swift -1989

1989 é o nome do último álbum de Taylor Swift, grande queridinha do pop atual.
O nome do álbum é esse porque ela veio ao mundo naquele ano, mas espera, fazendo a conta aqui dá 26 anos, já que ela nasceu em dezembro a artista tem 25,  a minha colega de trabalho tem a mesma idade e está mais pra mãe da Tay.

Acompanho sua carreira desde 2011,  ainda consegui pegar a época Country dela, ela tinha o poder de colocar elementos pop, que agradava garotas,  garotos, velhos e jovens.
Mas a cada ano que passava,  ela estava cada vez mais “POP”, até a era RED (2012), a moça compensava seus antigos fãs com alguns “country songs”.
Eis que surge em 2014, aquela musiquinha chiclete,  é estou falando de Shake It Of, o pontapé inicial da era da “NOVA TAYLOR”,decepcionando alguns fãs,  como o meu melhor amigo,  que odeia ver essa nova fase.

Sem mais delongas,  vamos falar sobre o álbum, comecei ouvindo New Romantics e Blank Space para entrar no clima do álbum,  parecia que eu estava escutando outra artista, foi realmente choque, confesso que ouvi 2 minutos de umas músicas porque eu não estava aguentando aquilo, não era a Tay.
Porém o CD possui uns pontos fortes em algumas canções, a loira continua romântica e inteligente nas faixas, fazendo com que grude nas nossas cabeças.

PONTO PARA SWIFT! 1989 é diferente, abraçando os fãs de cantores “Teen”, mas para um fã antigo ou alguém que curte mais instrumento e menos batidas será difícil de se ouvir.
Não que seja ruim,  mas porque é uma obra que precisa ser avaliada em dois pontos de vista

“Se você gostou de Red,  fique a vontade,  irá gostar desse também”

“Se você ama a fase Fearless,  esquece”

Swift é poderosa mostrando que não precisa fazer um disco cabeça para vender, ela chegou ao um nível que ela sempre quis.

Quero muito saber o que você achou desse post! Deixe seu comentário aqui, sua opinião ou dica, vou adorar saber se você gostou, ou se tem outro estilo de música, se é parecido com o meu, se tem alguma curiosidade ou dúvida sobre artistas assim. É só comentar aqui no post, na página do blog no Facebook ou mande um tweet no Twitter! Não se esqueça!

Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *