Meus Primeiros Livros

2015-01-16 19.13.46

Meu conhecimento por livros vem desde que eu era criança e o meu interesse por eles aumentou quando surgiu a visita de uma jovem escritora da minha cidade, com seu primeiro livro publicado, cujo iria apresentar uma palestra sobre. Essa luz era a Carolina Munhóz, com a primeira edição do livro A Fada! Comprei o livro, ela autografou, me deu um abraço super fofo e posamos para a foto. (Senti algo especial).

Me lembro de ter lido o livro com cerca de umas 140 páginas, em uma semana, o que para mim era uma vitória, né! (risos) Até então, só havia lido livros de no máximo 40 páginas, de nível bem infantil. Me apaixonei pelo livro, of course! Pois tinha sido o primeiro que envolvia aquele tipo de roteiro, com um pouco de aventura, conhecimento, mistério, romance e magia. Como não se apegar por uma história dessas?

Com o passar do tempo fui adquirindo mais livros de outros escritores e gêneros. E então me deparei com mais dois livros da Carol, que ela havia publicado um tempo depois, não hesitei e comprei. Devorei o “Feérica”, não conseguia largar aquele livro, era a combinação perfeita de fantasia, auto-descobrimento, fama, cultura pop, música, humor e o mundo das celebridades. Foi uma das minhas melhores leituras! “O Inverno das Fadas” é um conto mais intenso, com mistério, aventura, romance, e uma dose de loucura acompanhada da doce depressão. Amei essa história, me surpreendi, chorei, e torci para o casal principal, me apeguei a eles. E logo depois resolvi baixar o conto natalino que é um e-book, “Fui Uma Boa Menina”, e como sempre, adorei!

Hoje tenho todos os livros da Carolina Munhóz, incluindo as três edições de “A Fada”, autografados e fotos. Com isso, acho que é quase certo afirmar que sou uma Feérica! (risos) Participo do Fandom no Twitter, e sou integrante de um dos centenas fã-clubes.

Os livros para mim são um refúgio e ao mesmo tempo, uma fonte de buscar respostas e inspirações. E cada um desses que citei me fizeram uma ótima companhia, e me ajudaram nos momentos difíceis que passei. Sou extremamente grata por eles, pelas lindas amizades que eles me trouxeram, e por essa luz que entrou no meu caminho. Muito obrigada, Carol!

Essa é a minha história de como os livros entraram na minha vida, e a influência que eles tem sobre o meu eu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *